Saiba como hidratar o corpo dos pés à cabeça

0
132
-
© iStock

A pele é o maior órgão do corpo inteiro, mas nem por isso ela tem as mesmas características e necessidades em cada parte. Por exemplo, a pele da pálpebra e área dos olhos é extremamente fina, enquanto nos pés o tecido é mais grosso.

Mas não é por isso que a hidratação é necessária apenas no rosto: o corpo também pode sofrer com o ressecamento. “A hidratação é fundamental para a saúde da pele, pois recupera as características normais do tecido, equilibrando e mantendo a concentração de água em suas diferentes camadas, o que resulta em uma pele mais viçosa e saudável.

Além disso, a hidratação adequada mantém a barreira cutânea em funcionamento, protegendo contra a perda d’água e a ação de germes, micro-organismos e substâncias irritantes ou alergênicas”, explica o dermatologista Dr. Jardis Volpe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Confira abaixo as recomendações do médico para hidratar cada área do corpo:

Cabelos – Não apenas a pele, mas os cabelos também sofrem com a desidratação, principalmente durante o inverno, época em que os banhos tendem a ser mais quentes e longos. A hidratação da fibra capilar é fundamental, pois vai unir a cutícula do fio, promovendo a melhora do brilho e aparência do cabelo. “Shampoos sem sulfato junto com uma máscara hidratante são ótimos para manter o cabelo hidratado e protegido contra agressões. Condicionador e pré-shampoo com alta propriedade hidratante também podem ser usados para melhorar o estado de ressecamento dos fios”, recomenda o médico. Entre os ativos, é importante investir em Liponutrium Hair, Capixyl, Arct-Alg e, se o cabelo sofreu algum processo químico, o uso de ReparAge é fundamental para recuperar o diâmetro do fio.

Rosto – A face é mais sensível que o restante do corpo, por isso necessita de maior atenção e cosméticos específicos. O mais importante é sempre usar o produto adequado para as suas necessidades, podendo conter, além de substâncias hidratantes, princípios ativos antienvelhecimento, calmantes ou que estimulem a produção de colágeno. Entre os ativos mais recomendados, estão: Hyaxel, Arct-Alg, Progenitrix, Sculptessence e Epidermosil. “Peles mais oleosas necessitam de produtos com secagem rápida, oil free, geralmente em séruns e loções; enquanto para as peles mais secas o mais indicado é o uso de cremes ricos em ômegas”, afirma o médico.

Lábios – Muitas pessoas esquecem de hidratar os lábios, mas, assim como o resto do corpo, os lábios também podem sofrer com ressecamento, inflamações e envelhecimento precoce. Mulheres que usam batons levam vantagem, pois muitos possuem propriedade hidratante. Porém a melhor opção para a hidratação dos lábios são os Lip Balms. “Incolores ou não, os balms labiais possuem manteigas hidratantes, óleos, antioxidantes, vitamina E, colágeno e outras substâncias que ajudam a hidratar rapidamente os lábios. Os melhores promovem fotoproteção também. O ideal é levar o produto sempre com você, para passar diversas vezes ao dia”, afirma o dermatologista. “É importante ficar de olho no rótulo, pois estes produtos não devem conter fragrâncias ou petrolato em sua fórmula.” O mesmo cuidado com o rosto pode ser estendido ao pescoço e colo.

Mãos e cotovelos – Além da desagradável sensação de aspereza ao toque, a falta de hidratação nas mãos pode causar fissuras e até descamamentos na superfície da pele. Por isso, é importante investir em um hidratante específico para mãos, que deve ser aplicado não apenas uma, mas várias vezes ao dia. Segundo o médico, o ideal é que estes cosméticos contenham substâncias à prova d’água, pois assim o hidratante não sairá totalmente quando você lavar as mãos. “É importante também que o creme hidratante para as mãos possua ureia em sua formulação, pois este ativo promove uma espécie de proteção para que as mãos não percam muita água e mantenham-se hidratadas. Além disso, a ureia é um ótimo esfoliante, auxiliando na diminuição da espessura da pele e colaborando para a melhor penetração dos ativos”, completa. O mesmo creme pode ser passado nos cotovelos.

Corpo – A pele do corpo tem uma quantidade menor de glândulas sebáceas e, por isso, é mais seca, podendo assim receber loções e cremes mais espessos e pesados, mas vale a pena investir também em ativos como o ácido hialurônico DSH CN e Hydroxyprolisilane CN. O uso de hidratantes no corpo evita o aparecimento de marcas como estrias e manchas. “Existem produtos que permitem que a hidratação do corpo seja feita dentro do banho, logo após o enxague do sabonete. Os In-Shower, como são chamados, são ótimos, principalmente para quem não tem problemas de pele seca, pois promovem uma hidratação eficaz e evitam que você tenha que passar inúmeros cosméticos depois”, afirma o médico. Se você optar por não usar um hidratante durante o banho, o ideal é que você passe imediatamente após o banho, pois é o período de maior aproveitamento do efeito do cosmético. Com a pele úmida, os poros têm maior capacidade de absorver os ativos do produto.

Pés – Apesar de terem a pele mais espessa e resistente em relação a outras áreas do corpo, os pés também precisam de cuidados diários, pois o uso constante de sapatos, botas, saltos e sandálias e a menor quantidade de glândulas sebáceas na região facilitam o ressecamento e o espessamento da pele. “A pele da planta dos pés fica mais áspera, espessa e esbranquiçada por causa do acúmulo de queratina. Como a queratina é uma proteína morta, quando a pele está seca sem a boa e adequada formação de água e lipídios, ela pode ser tornar esbranquiçada, em um sinal de perda da integridade da barreira cutânea”, destaca a médica. Para prevenir este problema o ideal é apostar em produtos que proporcionam hidratação, relaxamento, proteção contra fissuras, descamações e contaminações por fungos e bactérias. “Já para evitar o espessamento do tecido o recomendado é evitar sapatos muito apertados, que causem atrito ou feridas em determinada área dos pés, e utilizar calçados mais confortáveis com meias de algodão, que facilitam a respiração da pele. O uso de palmilhas e protetores também é interessante para reduzir as chances de o problema surgir”, completa o dermatologista.

Para garantir que a pele permaneça hidratada, alguns outros cuidados e observações são importantes. Por exemplo, para prevenir o ressecamento da pele é importante evitar banhos muito quentes e demorados. Os banhos devem ter de 5 a 10 minutos e sempre com água morna. “O uso excessivo de sabonetes também é prejudicial, pois pode retirar o manto hidrolípidico, camada de água e óleo necessários para manter a integridade da pele. O ideal é que sejam utilizados sabonetes líquidos específicos para peles mais sensíveis na quantidade de uma colher de sopa, que já é suficiente para remover a sujeira do corpo todo”, destaca o dermatologista.

O médico ainda alerta sobre a importância de verificar os ativos presentes na formulação antes de escolher o hidratante, evitando sempre produtos que possuam álcool, fragrâncias e parabenos, que podem causar alergia. Outra forma de manter a pele hidratada é por meio de vitaminas orais, como FC Oral, Bio-Arct e In.Cell, que melhoram o funcionamento celular e o transporte de nutrientes para garantir uma barreira cutânea mais saudável. “Porém, é de extrema importância que você consulte um dermatologista regularmente. Apenas ele saberá quais os melhores métodos de hidratação para cada tipo de pele”, finaliza o médico. (Noticias ao Minuto)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui