SAJ: Delegado diz que divulgação de áudios e fotos nas redes sociais atrapalham as investigações da polícia

Foto: Divulgação

Ao confirmar que é verdadeiro o áudio que circula nas redes sociais enviado por Jozelio Santos da Silva, 41 anos, após ser baleado durante um assalto na zona rural do Tabocal em Santo Antônio de Jesus e vindo a óbito no HRSAJ (relembre aqui), o delegado da 4ª Coorpin, Dr. Adilson Bezerra de Freitas reforça o cuidado sobre o compartilhamento desse tipo de material.

O delegado afirmou no Programa Meio-Dia e Meia desta quinta-feira (01), que tal atitude causa impacto positivo e negativo dentro do trabalho da polícia, “esse áudio foi muito positivo para uma rápida elucidação desse crime por outro lado, a circulação desse áudio trouxe graves problemas a investigação. Não tenho dúvida que já estaríamos com esses dois autores presos na carceragem da 4ª COORPIN, mas lamentavelmente foi logo divulgado esse áudio na mídia sociais e não só o áudio, como também fotos de alguns suspeitos, o que dificultou o trabalho da Polícia Civil a captura dos criminosos e por isso esse pedido meu aqui, não divulgam, não repassem”, pediu.

O delegado ainda relembra outro caso no qual também teve dificuldades devido a compartilhamento nas redes sócias, “nós tivemos recentemente na localidade do Casco a morte de um jovem trabalhador, em que a divulgação dos suspeitos acabou atrapalhando as investigações, além da captura dessas pessoas. Eu sei que em um momento de revolta e tristeza, às pessoas, ou até mesmo a família acabam fazendo essas divulgações em redes sociais, mas só prejudica muito o trabalho da polícia. Esse apelo é para que as pessoas confiem na Polícia Civil”, discorreu.

Assista e entrevista completa abaixo:

Redação Voz da Bahia