Salvador sedia primeiro Pan-Americano de Canoagem Oceânica

-
O campeonato é organizado pela Galeria Vivá e pela Associação Baiana de Surfski. Imagem: Divulgação/ Tauã Andrade

Salvador está sediando desde a quinta-feira (05) o primeiro Campeonato Pan-Americano de Canoagem Oceânica, também conhecida como Surfski. O evento acontece até este domingo (08). Com um percurso de 23km, de Farol a Farol (Farol de Itapuã a Farol da Barra), em mar aberto, são esperados cerca de 150 atletas de países das Américas do Norte, Central e do Sul, divididos em 17 categorias, masculino e feminino.

Na quinta aconteceu a solenidade de abertura da competição. As provas acontecem apenas durante o sábado com as disputas individuais e no domingo com as duplas.

Para o Pan Americano, serão pontuadas apenas as categorias individuais (SS1). Em paralelo, as provas também serão contabilizadas para a 3ª Etapa do Campeonato Brasileira de Surfski e 2ª Etapa do Campeonato Baiano de Surfski. Já os grupos de Surfski Duplo (SS2) contarão para o Brasileiro. A raia também receberá a Canoa Havaiana como modalidade convidada.

Segundo Tiago Linhares, um dos organizadores do evento, “Além das categorias individuais que são divididas por faixa etária, serão contemplados o Surfski duplo, que ainda não é praticado no estado, e a Paracanoagem, garantindo inclusão”.

O organizador também revelou ter planos para trazer o campeonato mundial para a capital baiana. “Nosso grande desafio é conseguir embarcações competitivas para os estrangeiros que não tem condições de custear o envio de seus equipamentos”, afirmou Tiago.

O campeonato é organizado pela Galeria Vivá e pela Associação Baiana de Surfski (ABASKI), sob supervisão da Confederação Brasileira de Canoagem Oceânica (CBCA) e da Confederação Pan-Americana de Canoagem Oceânica (COPAC).