Salvador: Suspeitos de envolvimento em morte de dentista no IAPI são capturados

0
110
-
Perivaldo e Jeferson Conceição, tiveram os mandados de prisão cumpridos na localidade da Baixa do Tubo, nas Sete Portas - Foto: Nicolas Melo / Ag. ATarde

Da promessa que a dentista Rita de Cássia Guedes Fernandes, de 59 anos, fez para a tia Neire Guedes, 66, foi a lembrança que restou. “Ela sempre dizia que cuidaria de todas as sete tias quando estivéssemos bem velhas. Agora não a temos mais. O mundo parou para a gente”, disse, enquanto os envolvidos na morte da sobrinha – ocorrida em junho, no IAPI, em Salvador – eram apresentados no início da tarde desta quarta-feira, 11, na sede da Polícia Civil, na Piedade.

Perivaldo dos Reis Filho, 30 anos, o Silas, e Jeferson Conceição dos Santos, 26, o Dobi, tiveram os mandados de prisão cumpridos na localidade da Baixa do Tubo, nas Sete Portas, logo nas primeiras horas da manhã desta quarta. De acordo com a delegada Glória Isabel Santos, do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), o responsável pela morte de Rita foi Silas.

“Eles disseram que queriam pegar apenas o carro, sem matar ela. Mas, quando deram a voz de assalto, a dentista acelerou e atingiu a perna de Perivaldo. Foi aí que ele atirou”, explicou Glória. No caso, a dupla abordou a mulher no momento que ela tinha parado para olhar um aplicativo de GPS.

Na mesma sala em que Silas estava, Neire não escondias as lágrimas todas as vezes que olhava para ele. “Por nada esse cara fez uma coisa dessas. Tirou a vida de uma pessoa boa, útil para a sociedade. Ela fazia a diferença, fazia trabalho voluntário, era uma pessoa boa”, lamentou, olhando atentamente enquanto os envolvidos eram retirados da sala pelos policiais.

“Eu olho e não acredito como é que uma pessoa tem coragem de fazer isso com outro por nada. Eu tenho a vontade de dizer para ele que ‘você não tem ideia da pessoa que tirou do mundo’, mas eu não tenho esta coragem”, suspirou.

Além destes dois, há também um terceiro envolvido no crime da dentista. Paulo Souza Maia, que é motorista de aplicativo, estava no dia em um carro dando cobertura para a dupla, enquanto eles davam a voz de assalto. Paulo está preso desde o mês de julho.

Refúgio na fazenda

Segundo a delegada Maria Selma Lima, diretora do DCCP, eles integram também uma quadrilha especializada no roubo de carros e estabelecimentos.

Durante o cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão, um foi realizado nesta quarta de manhã, na zona rural de Coração de Maria (a 111 km de Salvador), onde acabou preso Valdo Costa Sena, 35, o Binho.

“Ele também é integrante da quadrilha que matou a dentista, embora ele não tenha participado deste caso, mas tem passagens por diversos assaltos na capital”, contou a delegada.

‘Coleção’ de delitos

Investigações policiais apontam para o envolvimento do bando em, ao menos, seis roubos na capital baiana, conforme Maria Selma. Entre os crimes, três têm confirmada a atuação do grupo.

Ao todo, são cinco envolvidos na organização criminosa, sendo Silas, Dobi, Paulo, Valdo e Deivison Vinicius Carvalho, que está preso desde o dia 8 de agosto, por um roubo cometido contra um estabelecimento comercial, no Barbalho. A polícia investiga o envolvimento de outros integrantes no delito.

por Nicolas Melo – ATarde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui