Suspeito de hackear Moro é filiado ao DEM e defende ‘Lula Livre’ no Twitter

-
Foto : Reprodução

Um dos quatro alvos da operação da Polícia Federal que investiga o suposto ataque hacker ao celular do ex-ministro Sérgio Moro é filiado ao DEM e defende “#LulaLivre” no perfil do Twitter. De acordo com o portal O Antagonista, Walter Delgatti Neto foi preso e condenado por receptação, falsificação de documentos e porte ilegal de arma. 

Ele também é investigado por vários crimes de estelionato e foi detido em 2015 com uma carteira falsa de delegado de polícia. O nome de Delgatti consta como filiado ao DEM de Araraquara. No Twitter, ele retuitou uma postagem a favor de Dilma com a hashtag “LulaLivre”:

(Metro 1)