Suspeitos de esfaquear jornalista no DF têm prisão preventiva decretada

Foto: Reprodução / TV Globo

O jovem de 19 anos, suspeito de ter esfaqueado o jornalista Gabriel Luiz, de 28 anos, teve a sua prisão convertida para preventiva pela Justiça do Distrito Federal. A audiência de custódia de José Felipe Leite Tunholi, que confessou ter esfaqueado o repórter, foi realizada na manhã deste domingo (17).

De acordo com o suspeito, o ataque aconteceu porque Gabriel Luiz teria esboçado uma reação. Então, Tunholi pegou a faca e o esfaqueou até que o repórter “parasse de reagir”. Além de José Felipe, um adolescente de 17 anos também foi apreendido logo após o crime, suspeito de participar da ação.

Os suspeitos disseram aos policiais que não sabiam quem era Gabriel. Após consumir Rohypnol, medicamento utilizado contra a insônia, eles viram o jornalista como uma potencial vítima e resolveram assaltá-lo.

“Eles falaram que usaram muita droga e decidiram cometer um roubo. O menor, inclusive, foi esfaqueado pelo maior acidentalmente, enquanto segurava o Gabriel. Ele foi para o hospital e, depois, a mãe de um amigo dele decidiu registrar ocorrência policial, porque ele mentiu dizendo que havia sido vítima de um assalto. Nós desconfiamos, porque seria raro dois crimes muito parecidos na mesma região terem ocorrido praticamente no mesmo horário. Percebemos que ele estava mentindo”, explicou Douglas Fernandes, delegado responsável pelo caso. (BN)