Últimas Notícias sobre Caminhoneiros

Foto: Ueslei Marcelino/ Reuters

Representante dos caminhoneiros, Wanderlei Alves, conhecido como Dedéco, afirmou nesta quinta-feira (18) que a categoria vai iniciar uma nova paralisação a partir da meia-noite do dia 29 de abril.

Foto: Divulgação

Uma greve convocada pelo sindicato dos caminhoneiros que transportam materiais perigosos deixou vários pontos de Portugal -inclusive aeroportos e serviços de ambulância- sem combustível nesta terça (16). Já são pelo menos 3.000 postos de combustíveis fechados devido à falta de gasolina e diesel. Na capital e em muitas áreas metropolitanas, motoristas enfrentam longas filas para abastecer.

Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Para conter ameaças de greve de caminhoneiros diante da alta do preço do diesel, o governo de Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (16) uma linha de crédito de R$ 500 milhões para a categoria. O valor será disponibilizado para profissionais da área de transporte rodoviário pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social)

Foto :Alan Santos/PR

O governo do presidente Jair Bolsonaro recuou no aumento do preço do diesel após ser pressionado por caminhoneiros, de acordo com a Folha. Segundo a publicação, a intervenção do Planalto na política de preços da estatal fez a empresa perder R$ 32 bilhões de valor de mercado ontem (13), na Bolsa de Valores. A crise foi vitaminada após Wallace Landim, conhecido como Chorão, um dos líderes dos caminhoneiros, avisar por mensagem aos ministros Onyx Lorenzoni, da Casa civil, e Floriano Peixoto, da secretaria-geral da Presidência, que os motoristas estavam com indicativo de greve.

Foto: Ueslei Marcelino/ Reuters

Líder dos caminhoneiros, Wallace Ladin, o Chorão, tem compartilhado entre grupos de WhatsApp palavras de agradecimento ao ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e ao general Floriano Peixoto (Secretaria-Geral da Presidência). “Foram os dois que levaram as nossas demandas para o presidente [Bolsonaro]”, diz. Landim ganhou destaque como um dos líderes dos motoristas que paralisaram as estradas do país em maio de 2018. “A gente nunca teve isso. Hoje, graças a Deus, nós temos um diálogo, direto com a Casa Civil”, diz. Landim, que ainda não teve suas mensagens respondidas.

Marcelo Camargo/Agência Brasil

governo acompanha atentamente as novas movimentações de caminhoneiros, que ameaçam dar início a uma paralisação. Segundo a reportagem, a classe entende que os principais compromissos assumidos pelo governo Michel Temer no ano passado não estão sendo cumpridos. As informações são do jornal O Estado de São Paulo. De acordo com o jornal, os monitoramentos são feitos pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que tem por missão se antecipar aos fatos para evitar problemas para o governo. As investigações apontam que teve início uma articulação por meio de mensagens de WhatsApp, que já começam a falar em paralisações para o dia 30 de março.

Foto : Marcelo Camargo / Agência Brasil

Insatisfeitos com o não cumprimento de compromissos assumidos pelo governo Temer no ano passado, caminhoneiros ameaçam dar início a uma nova paralisação. A informação foi divulgada hoje pelo Estadão.

De acordo com a publicação, o governo federal, por meio do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), monitora a movimentação dos trabalhadores. Investigações apontaram que caminhoneiros, em grupos de Whatsapp, falaram em paralisações para o próximo sábado (30).

Close