Últimas Notícias sobre cegueira

Foto: Reprodução

Circula nas redes sociais que os chamados termômetros de testa, de raio infravermelho, que vêm sendo usados para aferir a temperatura de frequentadores no comércio, fazem mal à saúde e à visão, podendo até a levar a casos de câncer e cegueira. É #FAKE.

Foto: Repdodução

O glaucoma, doença causada quando o aumento da pressão do olho cria uma lesão no nervo óptico, é o principal responsável por casos de cegueira irreversível no mundo. Na próxima terça-feira, 26 de maio, é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, uma oportunidade para que médicos oftalmologistas orientem a população sobre as formas de tratar e prevenir esta doença que, apesar de não ter cura, pode ser controlada com tratamento médico e cirúrgico.

Rio de Janeiro - Movimentação de passageiros na Rodoviária do Rio. Mais de 520 mil passageiros devem utilizar a rodoviária para viajar no próximo feriado de Carnaval. (Foto:Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O diretor-executivo da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan se disse preocupado com a “séria cegueira” de governos que não adotam as medidas necessárias para conter a disseminação do novo coronavírus. O representante da entidade não citou nenhum país, de acordo com a Folha de S.Paulo, mas Brasil e Estados Unidos são os únicos países, entre os dez com maior número de mortes por Covid-19, que não impuseram restrições em nível nacional.

Ana Maria Braga chora ao falar sobre cegueira de sua cachorrinha Cristal — Foto: TV Globo

Ana Maria Braga não conteve as lágrimas no Mais Você desta sexta-feira, 22/11. Apaixonada por seus bichinhos, a apresentadora chorou ao contar para os telespectadores que sua cachorrinha Cristal perdeu a visão por causa do glaucoma.

Filhote foi encaminhado para hospital veterinário e passará por tratamento antes de ser solto novamente — Foto: Sema-MT/Assessoria

O filhote de onça-pintada melânica macho, que foi resgatado no dia 13 do mês passado, em Paranaíta, a 849 km de Cuiabá, voltou a enxergar e recuperou o peso durante tratamento no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), campus Sinop, a 503 km de Cuiabá. O animal foi encontrado por um morador em uma região de pastagem e apresentava um quadro de cegueira e desnutrição. O morador chegou a ficar com o filhote por uma semana, mas decidiu pedir apoio à Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) ao perceber que o filhote estava muito debilitado.

Foto: Reprodução

Lesões nas córneas e perda de visão podem aumentar no período junino. Isso porque, com os festejos e costumes do período, a população fica mais exposta à fumaça, faíscas de fogueira e de fogos de artifício – elementos que podem comprometer a saúde ocular. Por isso, o médico oftalmologista do DayHORC, Marcos Vale, alerta a população sobre cuidados preventivos, como evitar locais com muita poluição e ter cautela ao manusear produtos explosivos. De acordo com o médico, um dos problemas mais frequentes é o contato dos olhos com fragmentos provenientes da queima de fogueiras e da exposição à fumaça, que provocam sensação de areia e lacrimejamento.

Close