Últimas Notícias sobre feminicídio

Foto: Reprodução/TV Bahia

Uma comerciante denuncia que foi vítima de tentativa de feminicídio em Salvador. O crime ocorreu no último sábado (10), no bairro de Mussurunga.

Foto: Reprodução

Um homem foi agredido com socos e pontapés na última quinta-feira (11), no centro da cidade Itabuna, no sul da Bahia. Ele foi atacado um homem que é suspeito de perseguir a esposa da vítima, a criadora de conteúdo Esther Vasconcelos, há sete anos.

Uma mulher, identificada como Clealine Santos Andrade, foi morta a tiros dentro da casa em que morava no bairro Hernani Sá, em Ilhéus, no sul da Bahia, na quarta-feira (27). O companheiro dela foi preso suspeito do crime.

Foto: Reprodução pixbay

A morte de Maria Alice dos Santos Nascimento, de 43 anos, cujo principal suspeito é o ex-companheiro, tornou-se mais uma na dura estatística de violência contra a mulher na Bahia. Entre janeiro e 5 de novembro deste ano, o estado registrou 78 casos de feminicídio, de acordo com a Polícia Civil. O número é equivalente a 7,8 assassinatos de mulheres por mês.

Foto: Reprodução pixbay

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou, nesta terça-feira (31), projeto de lei que prevê pagamento de pensão especial a filhos de vítimas de feminicídio. Pela lei, os órfãos menores de 18 anos e de famílias de baixa renda terão direito de receber um salário mínimo.

Foto: Reprodução TV Santa Cruz

O acusado de matar sua ex-companheira, Zamali Liege Santos, de 30 anos, foi preso nesta quinta-feira (5), por policiais da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Porto Seguro.

Foto: Divulgação

Uma senhora de identidade ignorada, morreu no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, após ser espancada pelo companheiro.

Crédito: Reprodução

A família da jovem Josélia Dias Bispo dos Santos, de 23 anos, pede justiça após a morte dela, assassinada a facadas pelo atual companheiro. Segundo a Polícia Civil, o homem confessou o crime mas não foi preso, porque não havia requisitos legais para prisão em flagrante.

Crédito: Reprodução

A empacotadora e repositora de supermercado Nathalie de Jesus Barbosa, 39 anos, foi encontrada morta na casa em que morava em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, neste sábado (19). A suspeita é de envenenamento e que o caso pode ser um feminicídio.

Foto: Ascom/Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS)

O Tribunal do Júri realizado no município de Lapão, condenou um homem a 40 anos e 10 meses de prisão pelo feminicídio de uma mulher em novembro de 2019. O fisioterapeuta Alfredo Victor de Oliveira Mattos foi condenado por ter mandado matar e torturar Rafaela Gomes de Souza, com quem mantinha uma relação extraconjugal. O fisioterapeuta vai cumprir pena em regime fechado e o Júri também condenou pelo feminicídio de Rafaela os réus Eriton Dias dos Santos, conhecido como “Rato”, a 36 anos e 6 meses de prisão e Ramon da Silva Santana a 24 anos de prisão. Eles foram condenados pelos crimes de feminicídio, sequestro, tortura e ocultação de cadáver.

Close