Últimas Notícias sobre indicação

Foto: Marcos Corrêa

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) indicou o ex-prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), como embaixador do Brasil na África do Sul. O nome dele já foi encaminhado ao país africano, que precisa aprovar a indicação.

Foto : Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro defendeu hoje (26) para o comando da Polícia Federal o nome de Alexandre Ramagem, que é amigo de seu filho Carlos Bolsonaro, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo.

A Associação Comercial da Bahia (ACB), em carta endereçada aos senadores baianos, se posicionou com apoio total à indicação do baiano Augusto Aras para procurador-chefe da República, “uma das instituições mais importantes do Brasil, é de uma felicidade ímpar”.

Foto: Casa Branca / Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) pretende indicar seu terceiro filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. No entanto, a ideia é reprovada por 70% dos brasileiros.

Foto: Reprodução / Agência Brasil

O ex-secretário-geral da Presidência Gustavo Bebianno diz que o presidente Jair Bolsonaro é “cara de pau” em sua decisão de indicar o filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para chefiar a Embaixada do Brasil nos EUA.

Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), avalia que uma possível indicação de Eduardo para a Embaixada dos EUA poderá ser enquadrada como nepotismo. “Não tenho a menor dúvida (de que é nepotismo). Sob a minha ótica, não pode, é péssimo. Não acredito que o presidente Bolsonaro faça isso. Será um ato falho, um tiro no pé”, disse o ministro, em entrevista ao Estado.

Foto: © Valter Campanato/Agência Brasil

A procuradora federal dos Direitos do Cidadão Déborah Duprat se manifestou pela incompatibilidade de seu colega, Aílton Benedito de Souza, do Ministério Público Federal em Goiás, para integrar a Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos. Segundo ela, o procurador usa as redes sociais para criticar “providências que são ou devem ser tomadas na perspectiva de uma justiça de transição”. Para Benedito, a manifestação dela representa uma “tentativa de censura”. Ele ressaltou ao Conselho Superior do Ministério Público Federal que já inclusive abriu inquérito para investigar desaparecidos “em prol do Direito da Sociedade à memória e à verdade”.

Close