Últimas Notícias sobre ômicron

Cientistas da Universidade de Medicina da Prefeitura de Kyoto, no Japão, fizeram estudos para comparar a capacidade de sobrevivência em superfícies do coronavírus original, primeiramente encontrado em Wuhan, na China no final de 2019, e as “variantes de preocupação” Alfa, Beta, Gama, Delta e Ômicron.

A vacinação de crianças é especialmente importante porque a ômicron tem aumentado a chamada contaminação intrafamiliar: dentro de casa.

Foto: ArquivO / Rovena Rosa / Agência Brasil

O Boletim do Observatório Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), ainda sem acesso a bases de dados usadas para o acompanhamento de casos e óbitos por covid-19 no país, concentrou sua última análise na ocupação dos leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) e destacou em edição publicada hoje (7) que é preciso atenção a esse indicador, diante do rápido avanço da variante Ômicron do novo coronavírus.

Os terminais de São Joaquim e Bom Despacho agora são pontos de doação de alimentos, água mineral, cobertores e vestuários. O objetivo da campanha ‘SOS Bahia’ é ajudar os afetados e desabrigados pelas fortes chuvas que atingiram o Sul da Bahia neste mês de dezembro.

A CoronaVac foi a primeira vacina contra a Covid-19 a ser aplicada no Brasil Reprodução/Getty Images

A Sinovac anunciou nesta terça-feira 7, que está desenvolvendo uma versão da vacina CoronaVac adaptada à ômicron, nova variante do coronavírus que causa a Covid-19. Segundo a farmacêutica chinesa, espera-se que a atualização do imunizante seja concluída em três meses, ou seja, até fevereiro de 2022. O anúncio foi durante o durante simpósio realizado pelo Instituto Butantan feito pelo presidente da farmacêutica, Weidong Yin.

Foto: Reprodução

Começam a surgir os primeiros dados sobre pessoas infectadas com a variante Ômicron. Apesar de ainda serem preliminares, com número pequeno de casos, podem indicar uma tendência: há escape para quem está vacinado, mas os casos tendem a ser leves. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

Foto: Gerd Altmann/Pixabay/Divulgação Agência Fapesp

A Organização Mundial da Saúde (OMS), por meio de sua porta-voz, Christian Lindmeier, disse, nesta sexta-feira (3), durante entrevista coletiva em Genebra (Suíça), que ainda não há nenhuma morte associada à nova variante do coronavírus, a Ômicron.

Close