Taxa de reinfecção da Ômicron é 3 vezes maior que a da variante Delta, diz estudo

Cientistas da África do Sul afirmam que a variante ômicron é, pelo menos, 3 vezes mais provável de causar reinfecção do que as demais variantes do coronavírus, como a beta e a delta, de acordo com estudo preliminar publicado nesta quinta (3).

Foram feitas análises estatísticas de 2,8 milhões de amostras de coronavírus no país, das quais 35 mil foram suspeitas de serem reinfecções. Isso levou pesquisadores a concluírem que a mutação causada pela ômicron tem uma “maior habilidade substancial de escapar da imunidade. em relação à uma infecção anterior”.

Os cientistas afirmam que a ideia da reinfecção poderia ser uma explicação parcial do motivo da nova variante conseguir se espalhar. O estudo, entretanto, ainda é preliminar.

De acordo com Juliet Pulliam, pesquisadora que faz parte do estudo, a pesquisa não foi feita com informações sobre o status de vacinação dos indivíduos e, portanto, ainda não pode designar se a variante também escapa da imunidade derivada da vacinação. (Correios)