“Três meses sangrando”, diz Simone, da dupla com Simaria, após retirada do útero

Foto: Divulgação

Após problemas pós-parto, na gestação da sua segunda filha, Zaya, a cantora Simone, da dupla sertaneja com Simaria, revelou detalhes, nesta quinta-feira, 3, da cirurgia para a retirada do útero.

Segundo a artista, o procedimento realizado no último sábado, 29, aconteceu após o diagnósticostico de adenomiose uterina, doença que provoca o aumento das paredes uterinas, além de forte dor, sangramentos e cólicas.

“Eu tentei de tudo, mas não consegui reverter o problema com remédios, e por isso estou indo para o hospital para fazer essa cirurgia. Depois que tive a Zaya, não parei de sangrar. Depois de 30 dias, que é a média para parar o sangramento após o parto, mas continuou pelo segundo mês e começamos a investigar. Aí descobrimos que eu estava com a adenomios, contou a baiana, em seu canal no YouTube.

Ainda de acordo com a cantora, que é mãe de Henry, de 6 anos, também fruto do relacionamento com o empresário Kaká Diniz, após diversos procedimentos alternativos, mesmo cerca de 90 dias após o parto, realizado no dia 22 de fevereiro deste ano, a cirurgia acabou sendo a escolha final.

“Hoje faz três meses que continuo sangrando, tentamos algumas etapas para ver se conseguia conter o sangramento, mas infelizmente sem sucesso. Primeiro foi o anticoncepcional, depois remédios e por último a introdução do Mirena, mas mesmo assim não parou de sangrar, então achamos melhor fazer a cirurgia, que é a retirada do útero”, finaliza. (A Tarde)