Ufba decide manter obrigatoriedade do uso de máscaras; entenda

Foto: Divulgação/UFBA

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) decidiu, nesta quarta-feira (13), manter a obrigatoriedade do uso de máscaras em todos os espaços da instituição. No estado baiano, o governo do estado tornou opcional o uso do acessório de proteção em espaços abertos e fechados.

Segundo a Ufba, o Comitê de Assessoramento da Covid-19 da instituição entende que o quadro atual da pandemia ainda não permite que medidas de proteção à saúde sejam dispensadas, por isso a decisão de manter a obrigatoriedade foi tomada.

  1. A nítida diminuição do ritmo de descenso da frequência diária de novos casos em Salvador e na Bahia nas últimas semanas;
  2. A persistência da frequência de novos casos e das internações hospitalares pela Covid-19 em Salvador e na Bahia, indicando haver ainda transmissão ativa do vírus;
  3. A lenta progressão da imunização da população adulta com dose de reforço, e mesmo com a primeira dose na faixa etária entre 5 e 11 anos;
  4. A elevação ou manutenção em altos patamares dos índices de contaminação fora do Brasil, o que torna a movimentação internacional de pessoas relacionada às atividades da Universidade um fator de risco.

Com isso, o comitê entende que, até que se retorne aos níveis de incidência da doença atingidos antes do início da terceira onda da pandemia, e que a incidência e a mortalidade permaneçam em níveis baixos por pelo menos três semanas, a suspensão é precipitada.