Valença: Decreto da prefeitura limita serviço de emergência nas clínicas ao turno vespertino

-
Foto: Reprodução / Google Street View

A prefeitura de Valença decidiu, nesta quinta-feira (2), proibir clínicas médicas, odontológicas e veterinárias de prestarem serviço de emergência pela manhã e durante a noite, sendo permitido apenas no turno vespertino. A medida está descrita no decreto 3.506/2020, que reitera a situação de emergência no município em decorrência da pandemia da Covid-19 e estabelece uma série de restrições na cidade.

“O serviço de emergência (médica, odontológica e veterinária) deve ser exclusivo do turno vespertino, sem agenda de consultas eletivas. Laboratórios privados permanecem em funcionamento, normalmente”, diz o decreto, que também estabelece medidas de higiene para combate do novo coronavírus nos estabelecimentos médicos.

“Torna-se obrigatória a disponibilização de álcool 70% e a higienização periódica, de hora em hora, de equipamentos de uso compartilhado, bem como seguir as orientações e o acordo firmado com a Vigilância Sanitária deste município”, completa o texto.

A gestão municipal também decidiu pelo fechamento do comércio em Valença pelo prazo de 15 dias, excetuando-se serviços considerados essenciais, como supermercados, mercadinhos, açougues, abatedouros, peixarias, mercearias, hortifruti, padarias, farmácias e distribuidoras de gás, água e bebidas. O decreto ainda proíbe o consumo de bebidas alcoólicas dentro de estabelecimentos comerciais ou mesmo nos arredores, ainda que a loja em questão esteja de portas fechadas.

A circulação de pessoas também fica limitada em Valença. Além da vedação do transporte intermunicipal por ônibus, vans ou microônibus, a prefeitura proibiu a entrada de carros de passeio de outros municípios na cidade.

“Ficam suspensas, pelos próximos 15 (quinze) dias, prorrogáveis ou não, a entrada e circulação de qualquer transporte intermunicipal, como ônibus de turismo, vans, microônibus, públicos ou privados, na modalidade regular ou fretamento, bem como carros de passeio de outros municípios e/ou estados da federação”, estabelece.

“Os Terminais Rodoviários, serviços de moto táxis, transportes alternativos e por aplicativos, terão suas atividades suspensas por 15 (quinze) dias, renováveis ou não por igual período”, completa o decreto municipal, limitando também a circulação interna de pessoas.

Por fim, a prefeitura de Valença manteve a decisão de proibir cortejos fúnebres no município, como medida para evitar a aglomeração de pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui