WhatsApp já tem 2 bilhões de usuários no mundo

-
Foto: Exame Abril/Reprodução

O WhatsApp, serviço de mensagens do Facebook, chegou aos 2 bilhões de usuários. Em uma postagem eu seu blog nesta quarta-feira (12), a empresa anunciou o marco — que se aproxima dos 2,5 bilhões de usuários do próprio Facebook.

Em fevereiro de 2018, a empresa revelou que seus usuários contabilizavam 1,5 bilhões. Isso significa, portanto, que nos últimos dois anos, o WhatsApp conseguiu 500 milhões de inscrições. O marco foi utilizado pelo WhatsApp para reiterar a importância da criptografia em mensagens, uma prática que já sofreu inúmeras críticas ao redor do mundo.

Segundo os principais argumentos contrários, a criptografia de mensagens impossibilita que governos descubram quando o app está sendo usado para facilitar o terrorismo, a exploração infantil e outros crimes.

“Quanto mais pessoas conectamos, maior é o nosso compromisso em proteger as informações que elas compartilham on-line. Por isso, é mais importante do que nunca continuarmos protegendo automaticamente todas as conversas no WhatsApp com a criptografia de ponta a ponta.”, é possível ler na postagem do blog.

O CEO da empresa, Will Cathcart, já afirmou que deixar a criptografia de lado não está nos planos. “Durante toda a história da humanidade, as pessoas conseguiram se comunicar em particular e não achamos que isso deva ser esquecido em uma sociedade moderna.”, afirmou ele ao The Wall Street Journal.

Will Cathcart acrescentou, no entanto, que a empresa fornecerá informações para investigações judiciais quando necessário. Além disso, o CEO revelou que pretende tornar o serviço interoperável com outros serviços do Facebook (como o Messenger e o Instagram). (TecMundo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui