Antes de show no Pelô, Armandinho ressalta gratidão a Dodô e Osmar por trio elétrico

-
Foto: Jamile Amine / Bahia Notícias

Antes de começar o show que abre a programação do Carnaval do Pelô nesta sexta-feira (21), Armandinho Macêdo voltou a falar sobre os 70 anos do trio elétrico, completados neste ano. O artista destacou a gratidão aos inventores Dodô e Osmar, além de destacar a continuidade do trabalho com outros artistas. 

“70 anos é uma gratidão a Dodô e Osmar. Eles possibilitaram um palco novo. No último ano deles, já tinha um caminhão. O que eles deixaram foi seguindo durante os anos com essa ideia de banda. É aí que se abre o caminho para Luís Caldas, Daniela. É uma maravilha ver os trios, os artistas trabalhando…”, declarou.

Moraes Moreira também irá se apresentar no Carnaval do Pelô. Armandinho lamentou o fato de não poder tocar junto com o amigo por causa da incompatibilidade de horários, mas valorizou a importância do artista para o Carnaval e a guitarra baiana. 

“O Moraes faz o show dele depois. Vamos segurar algumas músicas que tem muito a marca dele pra ele fazer. A gente tem um repertório de trio bem maior e estamos fazendo uma concordância. “Chame Gente” é nosso hino e ele vai tocar também. O show dele é mais tarde, então não sei se vamos nos encontrar. É muito bom fazer essa noite porque junta essa história musical com a gente, com a guitarra baiana. Moraes Moreira é o quinto irmão e a parte dele é importante. Ele escreveu a história do Carnaval e da guitarra. Teve uma participação importantíssima nessa trajetória. É uma pena que não estaremos juntos”, indicou. (Bahia Notícias)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui