Baiana que quase ganhou Show do Milhão venceu SBT na justiça

Foto: Reprodução/SBT

O “Show do Milhão” voltou ao SBT na última sexta-feira (03), agora com apresentação de Celso Portiolli. O programa de perguntas e respostas, que virou febre nas primeiras temporadas, coleciona histórias curiosas. Uma delas foi com uma participante de Salvador, Bahia, que chegou muito perto de levar a maleta de R$ 1 milhão em barras de ouro em 2000. 

Ana Lúcia Serbeto devia escolher entre responder a pergunta do milhão ou parar e garantir os R$ 500 mil que já havia conquistado. Se respondesse e errasse, receberia somente R$ 300. Ela decidiu não arriscar.

O mais surpreendente, no entanto, foi o que aconteceu após o game show. A pergunta que valia o prêmio máximo estava mal formulada, e por isso a baiana colocou o SBT na Justiça. A questão era a seguinte: “A Constituição reconhece direitos aos índios de quanto do território brasileiro?”.

O problema é que a resposta considerada correta pelo programa havia sido extraída da enciclopédia Barsa, e não da Constituição como sugeria a pergunta. Ana Lúcia entrou com o processo, e a Justiça entendeu, em primeira instância, que não havia alternativa correta para a questão que foi formulada. 

Os advogados de Ana Lúcia pediram uma indenização de R$ 500 mil, justamente o valor restante para que ela conquistasse R$ 1 milhão.

 A empresa BF Utilidades Domésticas, pertencente ao Grupo Silvio Santos, e responsável pelos pagamentos aos participantes da atração, recorreu ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) alegando que a condenação era descabida. O motivo? Como Ana Lúcia não respondeu a pergunta do milhão, ela não teria sofrido qualquer tipo de dano que justificasse uma indenização naquele valor. 

De acordo com o acórdão, o STJ aceitou parcialmente os argumentos da empresa, reduzindo o valor da indenização de R$ 500 mil para R$ 125 mil. Portanto, a baiana acabou recebendo um total de R$ 625 mil contando com a indenização. (bahia.ba)