Bebianno apresentou fotos de ‘suruba gay’ a Bolsonaro para impedir que eu fosse vice, diz príncipe

0
234
-
O príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro desistiu de convidar o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança para ser vice-presidente em sua chapa depois de ter sido informado por seu então braço direito, o advogado Gustavo Bebianno , que haveria fotos de Orleans e Bragança participando de uma orgia e que ele teria envolvimento em agressões a moradores de rua. As informações foram publicadas pela revista Crusoé e confirmadas por ÉPOCA.

“Bebianno armou e não queria que eu fosse o vice. Ele disse ao presidente que haveria um dossiê que tinha fotos minhas, segundo um amigo me contou na ocasião. O dossiê foi usado porque era domingo de manhã e era o último dia para protocolar quem seria o vice. Ele não queria colocar um militar, inicialmente”, disse Orleans e Bragança a ÉPOCA.

Segundo o príncipe, Bolsonaro lhe pediu desculpas na última terça-feira 12. “Sei que esse tipo de armação ocorre a todo momento. Sei que circulam informações falsas. O dossiê era de fotos que eu fazia uma suruba gay e que eu batia em mendigo”, contou o deputado. À Crusoé, ele disse que “não é gay e nem sabe onde faz suruba”.

O deputado federal Alexandre Frota também confirmou à colunista da Folha de S.Paulo Mônica Bergamo que Bolsonaro lhe perguntou sobre o príncipe. “Me perguntou se eu sabia se o príncipe era gay ou não. Eu disse que não sabia”, disse.

(Época)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui