Bolsa zera perdas no dia, mas termina semana com queda de 3%

Foto: © Reuters

A Bolsa brasileira fechou praticamente estável nesta sexta-feira (9), após um pregão de volatilidade em que o mercado brasileiro chegou a cair quase 2%. A influência negativa veio do exterior, que mostrou perdas nos principais países. O Ibovespa, principal índice acionário avançou 0,02%, a 85.641 pontos nesta sexta, com giro financeiro foi de R$ 16 bilhões. Com a recuperação no final da sessão, o mercado interrompeu três dias de baixa que fizeram a Bolsa voltar aos 85 mil pontos depois de ter atingido o recorde de 89.598 pontos na segunda. Na semana, a perda acumulada é de 3,14%, a primeira queda semanal do Ibovespa desde setembro. O desempenho da sexta foi liderado pela queda de mais de 4% nos papéis da Vale. A companhia sofre com temores de menor crescimento da China, que teria impacto na demanda por produtos de mineradoras. Foi o receio de uma desaceleração econômica mundial que elevou a aversão a risco nos mercados nesta sexta. As perdas foram ecumênicas, se espalharam pela Ásia, Europa e Estados Unidos.

No mercado local, o dia foi esvaziado de notícias sobre medidas econômicas do governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Investidores aguardam sinalizações mais concretas sobre a reforma da Previdência, considerada prioritária para o equilíbrio das contas públicas. O dólar fechou perto da estabilidade pelo segundo pregão consecutivo, a R$ 3,7370. Com informações da Folhapress.

  • TAGS