Bolsonaro defende tirar de Paulo Freire título de patrono da educação

0
165
-
Foto: Reprodução/Nova Escola

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou defendeu nesta segunda-feira (29) a mudança de Paulo Freire (1921-1997) como patrono da educação no Brasil.

Durante viagem a Riberão Preto (SP), onde participou da abertura da Agrishow, o presidente respondeu a perguntas de uma menina de oito anos chamada Esther Castilho, que tem um programa no YouTube e foi convidada por Bolsonaro para a sua posse no início do ano, segundo o jornal Folha de São Paulo.

- Anúncio -

Na conversa, sem citar o nome de Paulo Freire, Bolsonaro disse que o patrono atual “vai ser mudado”. O título foi conferido em 2012, após a aprovação de um projeto de lei. Uma eventual alteração deve ser referendada pelo Congresso.

“Quem sabe nós temos uma patrona da educação, não mais um patrono muito chato. Não precisa falar quem é, que temos até o momento, que vai ser mudado. Estamos esperando alguém diferente”, declarou o presidente, de acordo com a publicação.

Desde a campanha eleitoral, Bolsonaro se posiciona contra a influência nas escolas públicas do método de alfabetização desenvolvido por Freire. No fim de 2017, a Comissão de Direitos Humanos do Senado rejeitou pedido, apresentado por meio de ação popular, para revogar o título de patrono. (bahia.ba)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui