Carros particulares, vans e ônibus são flagrados fazendo transporte clandestino de pessoas para Cruz das Almas e outras cidades da Bahia

Foto: Reprodução / TV Bahia

Com o transporte intermunicipal suspenso desde segunda-feira (21), carros particulares, vans e ônibus fazem transporte clandestino de pessoas de Salvador para cidades do interior da Bahia. Uma equipe da TV Bahia registrou flagrantes nas principais estradas do estado.

A prática do transporte clandestino é antiga e nem o decreto do governo impediu as ações dos motoristas e passageiros. Nesta quarta-feira (23), flagrantes foram feitos em um posto de gasolina próximo da rodoviária de Salvador e na BR-324.

Um produtor da TV Bahia, disfarçado de passageiro, flagrou o momento em que um homem oferece um serviço de viagem Salvador-Feira de Santana. Ele também afirmou que fazia viagens para Cruz das Almas.

O homem cobrou R$ 50 para levar pessoas de Salvador para Feira de Santana. Durante a conversa, ele também disse que conseguiria levar até sete pessoas para o destino.

Na BR-321, a reportagem da TV Bahia flagrou duas mulheres, com sacolas, pagando um homem e entrando em uma van.

Em outro ponto da estrada, um homem negociava viagens para a cidade de Cachoeira. Segundo o motorista, a previsão era de saída depois das 17h, quando ele acreditava que policiais sairiam do pedágio.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) aponta um crescimento de 30% no movimento de carros estradas em relação ao período junino de 2020.

Entre 21 e 30 de junho de 2020, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou que 14 motoristas foram autuados por transporte clandestinos na Bahia.

A PRF informou que fiscaliza todo trecho da estrada, mas só atua, se durante uma blitz, o veículo for parado e for comprovado o transporte irregular.

Já a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) afirmou que faz uma operação especial para tentar coibir o transporte clandestino no período do São João.

Os motoristas flagrados fazendo transporte clandestino podem ser atuados, terem o carro apreendido ou pagar uma multa de até R$ 4 mil. (Fonte: G1 Bahia)