Coelba se compromete a avaliar medidas para evitar eletrocussão de araras-azuis

Foto: João Quento

A Neoenergia Coelba assumiu o compromisso de avaliar, no prazo de 10 úteis, sugestões de entidades de proteção ao meio ambiente para diminuir o risco de eletrocussão da arara-azul-de-lear. Segundo o Ministério Público Estadual, pelo menos 50 aves foram encontradas mortas nos municípios de Euclides da Cunha e Jeremoabo nos últimos quatro anos, na área onde a Coelba tem redes de transmissão de energia.

Na última segunda-feira (17), houve uma reunião entre o MP e entidades de defesa do meio ambiente para definir um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) a ser assinado pela Coelba. A empresa de energia informou, por meio de nota, que apresentou possíveis soluções para extinguir o risco de eletrocussão.

“Na noite do próprio dia 17, a empresa recebeu um ofício do MP com sugestões de entidades de proteção ao meio ambiente sobre a situação e está avaliando a viabilidade e eficácia das medidas sugeridas”, diz trecho da nota da Coelba. A empresa ainda acrescentou que tem compromisso com a sustentabilidade e se colocou à disposição. (Metro1)