Com Neymar de volta, Brasil encara Colômbia em amistoso nos EUA

0
86
-
Neymar treina no estádio onde será o jogo, em Miami (Lucas Figueiredo/CBF)

Após pouco mais de três meses sem jogar, Neymar fará, finalmente, sua volta aos gramados. O jogador do PSG não disputa uma partida desde o dia 5 de junho, quando sofreu uma lesão no tornozelo direito em um amistoso contra o Catar, nos preparativos para a Copa América.

Mas isso promete acabar nesta sexta-feira (6): ele está confirmado para o duelo contra a Colômbia, às 21h30, no Hard Rock Stadium, em Miami. O longo tempo de afastamento, aliás, é algo que não preocupa o técnico Tite – que deixou claro que não cogita abrir mão do atacante.

- Anúncio -

“Sabe o aproveitamento com e sem Neymar? É praticamente a mesma coisa. A equipe se fortaleceu em relação a isso. Ao mesmo tempo, Neymar é indispensável, e 50% dos gols com Neymar em campo são dele ou com assistência dele”, disse Tite.

O treinador fez questão de lembrar que o próprio técnico do PSG, Thomas Tuchel, já falou que o jogador está em condições de atuar. Porém, o camisa 10 ainda não defendeu o time de Paris – estava em meio a uma negociação para trocar de equipe e Tuchel preferiu esperar e não o relacionar. A janela de transferências foi encerrada na última segunda-feira e Neymar acabou ficando no PSG. 

Tite se esquivou das perguntas sobre a condição do brasileiro na equipe francesa, mas admitiu que “preocupa, sim. Torço para que se resolva. Mas é uma variável que não está na minha alçada. Mais do que isso, de vê-lo em campo aqui, não tenho ingerência”. 

Rival ‘difícil’
Se o Brasil vai contar com a volta de uma das suas principais peças, a Colômbia terá a ausência de duas:  James Rodríguez e Falcao García. Porém, mesmo com o rival desfalcado, Tite não minimiza a dificuldade.

“Quando nos enfrentamos nas Eliminatórias, foi a que mais embate técnico nós tivemos. Os dois jogos foram muito difíceis, com competição física e lealdade técnica. Nós enfrentamos agora uma seleção que continua sólida, independente de não estar com o James (Rodríguez)”, afirmou.

Contra a Colômbia, aliás, o Brasil anotou seu último gol em cobrança de falta direta – há incríveis cinco anos. Os mesmos protagonistas do lance estarão hoje: Neymar, que marcou naquela ocasião, e o goleiro Ospina.

“É um desafio que temos. Vamos ver se no jogo sai uma batida com essa precisão. Sem querer me isentar de nada, mas acho que está ligado também a treinamento dentro do clube. Com frequência de treinos”, falou Tite.

Escalação do Brasil: 
Ederson, Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva, Alex Sandro; Casemiro, Arthur, Philippe Coutinho; Richarlison, Neymar e Roberto Firmino. Técnico: Tite

Escalação da Colômbia: 
David Ospina; Stefan Medina, Yerry Mina, Davinson Sánchez, William Tesillo; Wilmar Barrios, Mateus Uribe, Juan Guillermo Cuadrado; Roger Martínez, Luis Fernando Muriel y Duván Zapata. Técnico: Carlos Queiroz.

(Correio)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui