Com ponte, ferry vai se transformar em um produto de pouca necessidade, prevê secretário

-
Foto: GovBa

O secretário estadual da Casa Civil, Bruno Dauster, afirma que os empresários chineses têm até 27 de abril para assinatura do contrato de construção da Ponte Salvador – Itaparica. O consórcio chinês venceu a licitação para a obra no fim do ano passado.

“Os chineses estão famintos para fazer esta ponte. É a obra mais importante das empresas chinesas no exterior neste momento”, afirmou Dauster em entrevista à Rádio Sociedade nesta terça-feira, 18.

Ainda segundo o secretário, o atual sistema ferry-boat deverá sair da rotina da população após a construção da ponte. “O ferry vai se transformar em um produto de pouca necessidade”, previu.

Dauster lembrou que o pedágio da ponte terá custo médio de R$ 45,00. Durante a obra, aproximadamente 6 mil operários irão trabalhar na execução do projeto.

A ponte terá uma altura de 85 metros, se tornando a mais alta da América do Sul, segundo o titular da Casa Civil. A estrutura não impedirá a chegada de navios ao Porto de Salvador. “Os grandes transatlânticos farão uma curva antes de passar pela ponte até chegar ao porto”. (Terra)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui