Com tendência de queda, Salvador tem ocupação de UTI adulto abaixo de 80% há 5 dias

Foto: Divulgação

Salvador está há cinco dias fechando o dia com a ocupação de UTI adulto destinadas ao tratamento de pacientes com a Covid-19 abaixo de 80%. O índice estava acima dos 80% na capital baiana desde 21 de fevereiro com uma queda pontual aos 79% em 2 de abril.

Desde a última quinta-feira (15) a taxa está na casa dos 70%. Na sexta (16) e sábado (17) o índice chegou a ficar em 75%.

Às 13h15 desta terça-feira (20) o índice estava em 76%, de acordo com o painel de acompanhamento de leitos Covid da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab).

A queda na taxa de ocupação de UTI Covid adulto é um índice importante para que a capital baiana avance na flexibilização de medidas restritivas no comércio, que está acontecendo em fases e de forma escalonada.

Além desse indicador, a gestão municipal vai levar em conta tendência de estabilidade ou queda em dois de cinco indicadores estabelecidos pela prefeitura. São eles: média móvel de novos casos confirmados; estabilidade ou queda na média móvel de casos ativos; taxa de transmissão (fator RT); e incremento no percentual da população vacinada contra Covid-19.

A gestão estabeleceu uma tolerância de até 5% nas taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 adulto para que ocorra a mudança de fase. Atualmente a capital está na Fase Vermelha.

A tolerância de 5% prevista no documento é válida desde que, nos três dias que antecederem a mudança de fase, seja observada a tendência de estabilidade ou queda em dois desses cinco indicadores.

A média de casos ativos em Salvador de 15 a 19 de abril, dias em que a taxa de ocupação de UTI Adulto ficou menor que 80%, é de 2.595.

Em relação as mortes causadas pela infecção pelo novo coronavírus nesse período em Salvador os números foram: 65 na quinta-feira (15); 48 na sexta (16); 38 óbitos no sábado (17); no domingo 12 casos; e ontem 15 mortes. (Bahia Notícias)