Como aumentar a dopamina no cérebro através de hábitos saudáveis

Foto: Reprodução

Para manter os hormônios equilibrados e em bom funcionamento, é muito importante ter um estilo de vida saudável – com uma dieta balanceada e a prática regular de exercícios físicos. A dopamina, por exemplo, é um neurotransmissor conhecido como “hormônio de bem-estar” que cumpre importantes funções no cérebro, auxiliando nos processos cognitivos e no controle das emoções. Embora seja produzida naturalmente pelo organismo, essa substância pode ser estimulada através de uma série de hábitos saudáveis. Para te incentivar nesse sentido, nós separamos dicas de como aumentar a dopamina no cérebro no dia a dia. Vale a pena conferir!

Dopamina: como aumentar esse neurotransmissor no organismo?

Para que o organismo consiga produzir bons níveis de dopamina, é fundamental muni-lo com alimentos nutritivos e ter uma rotina voltada para o bem-estar (tanto corporal quanto mental). Confira as principais estratégias para acertar nesse quesito:

Coma alimentos ricos em proteínas

Incluir alimentos ricos em proteínas – como peixes, carnes magras, leguminosas (feijão, soja, grão-de-bico) e folhas verde-escuras, como couve, brócolis e espinafre – é fundamental para aumentar os níveis de dopamina no organismo. Isso porque as proteínas fornecem os aminoácidos necessários para a produção dos hormônios – ou seja, devem estar presentes na dieta de todos.

Beba bastante água diariamente

Manter o corpo hidratado também é fundamental para a produção de células, hormônios e para o funcionamento do organismo como um todo. Por isso, para manter bons níveis de dopamina, é fundamental beber ao menos 2 litros de água por dia. É possível, inclusive, calcular a quantidade ideal de líquidos que cada pessoa deve ingerir diariamente de acordo com o seu peso. O indicado é multiplicar 35 ml de água pelo seu peso – seguindo essa lógica, uma pessoa de 70 kg deve tomar cerca de 2,5 litros por dia. Bem simples, né?

Evite alimentos ultraprocessados ou muito gordurosos

Além de incluir alimentos importantes (como os ricos em proteínas) no cardápio diário, é necessário cortar outros que podem atrapalhar o metabolismo, gerar um acúmulo de gorduras e impactar a produção de dopamina ou outros hormônios. Produtos ultraprocessados (como biscoitos recheados e congelados), frituras e açúcar em excesso podem causar um estresse oxidativo, enfraquecer a imunidade e inibir a produção de serotonina e dopamina – hormônios ligados ao controle do estresse e ansiedade. Por isso, para ter um bom humor no dia a dia, uma boa dica é tentar ter uma alimentação o mais natural possível.

Pratique exercícios aeróbicos

Você sabia que os exercícios físicos (em especial, os aeróbicos) são ótimos para aumentar os níveis de dopamina e serotonina? Atividades como corrida, ciclismo, natação e aulas de dança ou artes marciais estimulam o aumento desses neurotransmissores, gerando uma maior sensação de bem-estar. Por isso, o ideal é tentar praticar esses exercícios de forma bem regular, ao menos 3 vezes por semana.

Tenha uma boa rotina de sono

Não adianta apenas se exercitar e se alimentar bem, ok? Para manter os níveis de dopamina altos, é crucial ter uma rotina equilibrada de sono. Para isso, tente fazer atividades relaxantes, como yoga ou meditação, e até mesmo prepare chás medicinais relaxantes para tomar à noite, como os de camomila, erva-cidreira e alfazema. Faça um esforcinho para dormir ao menos 7 horas por noite que não tem erro! (Conquiste Sua Vida)