Confeiteira faz campanha para fazer bolos de potes e doar para crianças de orfanatos de Salvador

Foto: Arquivo pessoal

A jovem confeiteira baiana Elane Andrade, de 21 anos, faz uma campanha para arrecadar fundos para fazer “bolos de potes” e doar para 250 crianças de sete orfanatos de Salvador.

Os interessados em contribuir com a ação solidária devem entrar em contato com a jovem nas redes sociais da confeitaria Bons Doces. As doações podem ser feitas até quarta-feira (28).

“Eu acho tão bonitinhos as meninas gritando: ‘bolinho no pote’. Eu choro demais, porque teve diversas crianças que falaram que nunca comeram e agradecem muito”, disse Elane Andrade.

Segundo Elane, ela sempre teve vontade de fazer trabalhos voluntários, mas viu a campanha do Setembro Amarelo, do ano passado, como a oportunidade para fazer a primeira campanha. Entretanto, a ideia não foi para frente, por causa da dificuldade na logística para encontrar e entregar os doces para pessoas com ansiedade e depressão.

“Aí eu pensei: ‘Vou fazer para dar para pessoas com ansiedade, depressão, porém ficou um pouco complicado, porque as pessoas moram em bairros diferentes e eu não tinha como levar. Aí eu tive a ideia de fazer para orfanatos e abrigos de Salvador, para as crianças”, contou Elane Andrade.

Desde então, a confeiteira já realizou três campanhas, que juntas já presentearam 410 crianças com bolos de pote.

“Quando foi em setembro, eu falei com alguns amigos, eles doaram valores simbólicos mesmo. Teve gente que doou R$ 2, teve gente que doou R$ 20, eu também doei um valor, comprei os materiais, consegui fazer 80 caixinhas e doei na OAF (Organização de Auxílio Fraterno), em uma instituição no Queimadinho, na Lapinha”, disse.

“Foi maravilhoso, deu para sentir o sorriso das crianças, que estavam de máscaras, e foi muito gratificante. Eu falei que faria em outubro, no Dia das Crianças, e ia tentar alcançar outras pessoas e aí publiquei na página da Bons Doces. Quando foi outubro, diversas pessoas se mobilizaram e eu consegui fazer para 130 crianças”, completou.

Antes de fazer a campanha, Elane Andrade entra em contato com as nutricionistas dos orfanatos e procura saber se as crianças podem comer os doces.

A última ação aconteceu em janeiro deste ano e contemplou 200 crianças de seis locais da cidade. A ideia é conseguir arrecadar mais dinheiro para fazer mais bolos.

“Eu vou fazer para 250 crianças para entregar em sete locais de Salvador”, anunciou. (Fonte: G1)

Foto: redes sociais
Foto: Arquivo Pessoal