Corpo do apresentador Jô Soares é cremado em Mauá, São Paulo

Humorista Jô Soares no "Programa do Jô", da TV Globo; ele morreu na madruga desta sexta-feira, 5,internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo / Foto: Divulgação/TV Globo

A cerimônia contou com a presença de familiares e amigos

O corpo do apresentador e humorista Jô Soares foi cremado na manhã deste sábado(6), na cidade de Mauá, localizada na Grande São Paulo. Jô morreu aos 84 anos, na sexta-feira (5), no hospital Sirio-Libanês, na capital paulista.

Restrita, a cerimônia contou com a presença de familiares e amigos próximos. Jô estava internado desde o dia 28 de julho e a causa da morte não foi divulgada pelo hospital a pedido da família.
Os estados de Rio de Janeiro e São Paulo decretaram luto oficial de três dias pela morte do apresentador, nascido em 1938 na capital fluminense.

O apresentador, humorista, ator, escritor e roteirista dono de um dos bordões mais conhecidos da TV, o famoso “beijo do gordo”, deixou um legado no Brasil.

No humor, é considerado um dos pioneiro do stand-up brasileiro. Ele participou de atrações que fizeram história na TV, como “A família Trapo” (1966), “Planeta dos homens” (1977) e “Viva o Gordo” (1981). Além disso, escreveu livros e atuou em 22 filmes. (bNews).