Delegada-Geral visita Santo Antônio de Jesus e anuncia reforma da 4ª Coorpin

Foto: Divulgação

A delegada geral da Polícia Civil do estado, Dra. Heloísa Campos de Brito guiou uma reunião ocorrida no Centro de Convenções Penas Branca nesta quarta (19), em Santo Antônio de Jesus. O vice-prefeito Careca, os vereadores Chico de Dega e Tia Adriana, além de representantes da Polícia Civil da Bahia e autoridades políticas do Recôncavo participaram do evento.

Aproveitando a ocasião, a delegada concedeu uma coletiva de impressa no qual tratou de assuntos relacionados a novas propostas para a Policia Civil, além de reformas de prédios das delegacias do recôncavo.

Segundo a delegada, sua vinda, junto a equipe da Polícia Civil a Santo Antônio de Jesus, tem como objetivo conhecer e conversar com os servidores, policiais e trazer as novas diretrizes da gestão.

Ainda durante a entrevista, Dra Heloísa citou novidades como a digitalização dos inquéritos policiais, “estamos focando no processo de informatização, o que vai representar um ganho de tempo, de economia e de custos na Polícia Civil. Estamos focando também na questão da investigação através da inteligência policial, então a nossa proposta é aplicar núcleos de inteligências na sede das coordenadorias do interior e trabalhar com os nossos servidores para que eles possam desenvolver e utilizar todos os equipamentos de inteligência voltados as atividades de investigação da polícia e do Judiciário”, informa.

Dra. Heloísa ainda pontuou que o Governador do Estado, Rui Costa, se mostrou sensível a reformas das delegacias do Estado, “fizemos uma listagem de prioridades daquelas unidades que mais precisavam sofrer um processo de interação mais rápido, um total de 200 coordenadorias. Entre elas esta sede da 4ª COORPIN aqui em Santo Antônio de Jesus. Nós entendemos que quando a gente investe da estrutura física, não estamos valorizando os nossos servidores e a nossa sociedade”, diz.

Com relação à falta de alguns delegados nas delegacias do Recôncavo Baiano, a delegada enfatizou que já foi sinalizado ao Governador para que houvesse a realização de um concurso e o mesmo se mostrou positivo, “iremos fazer um estudo desse déficit para que possamos realizar esse concurso”, explica.

Redação: Voz da Bahia