Delegado confirma que o áudio do empresário assassinado em S. A. de Jesus apontando os acusados do crime é verdadeiro

Empresário assassinado em Santo Antônio de Jesus / BA - Foto: Voz da Bahia

Em entrevista ao Voz da Bahia na manhã desta quarta-feira (1º), o delegado da 4ª Coorpin, Dr. Adilson Bezerra de Freitas, confirma que é verdadeiro o áudio que circula nas redes sociais enviado por Jozelio Santos da Silva, 41 anos, após ser baleado durante um assalto na zona rural do Tabocal em Santo Antônio de Jesus. A vítima veio a óbito no HRSAJ (relembre aqui).

De acordo com o delegado, o áudio enviado por Jozelio é verídico, contudo, Dr. Adilson aproveitou para fazer um apelo, a população, para que pare de compartilhar informações importantes sobre casos de suspeitos de crimes, pois acaba prejudicando a investigação e prisão dos acusados, “queria que as pessoas evitassem de divulgar áudios e fotos dos suspeitos de cometimento de crimes. Nós tivemos recentemente na localidade do Casco a morte de um jovem trabalhador, em que a divulgação dos suspeitos acabou atrapalhando as investigações, além da captura dessas pessoas. Eu sei que em um momento de revolta e tristeza, às pessoas, ou até mesmo a família acabam fazendo essas divulgações em redes sociais, mas só prejudica muito o trabalho da polícia. Esse apelo é para que as pessoas confiem na Polícia Civil”, discorreu.

Dr. Adilson descreveu ao Voz da Bahia os fatos importantes desde o início da ocorrência. Além disto, esclareceu a respeito do material apreendido na residência de um dos acusados, “tivemos conhecimento sobre o crime minutos após a ocorrência, todas as equipes da cidade empreenderam diligência nas ruas até que cominamos na invasão na casa dos autores deste crime. Lá foram capturados uma grande quantidade de maconha, haxixe e as famosas balinhas (ecstasy). Uma pessoa foi presa, mas como ela não está ligada diretamente ao crime. Os autores foram reconhecidos pela vítima, uma vez que os mesmos frequentavam a padaria do Jozelio, após levar o veículo da vítima, efetuaram os disparos de arma de fogo e coronhadas na cabeça mesmo com a vítima no chão”, desabafou.

Reportagem: Voz da Bahia