Deputado do PSL condena feministas e reivindica direito da mulher ser ‘assediada’

0
54
-
Foto: Reprodução/Facebook

O deputado estadual Jessé Lopes, filiado ao PSL de Santa Catarina usou seu perfil na rede social Facebook para criticar e condenar  a ação das femininas, às quais classifica como “defensoras de estupradores”. No texto, publicado nesta segunda-feira (13), o deputado acusa o movimento feminista de transformar “coisas naturais e saudáveis”, como “namoro, paquera, cantadas” em “assédio”. 

“Para as feministas, a menina que se arruma para sair, com borboletas na barriga para ver o rapaz que lhe causa suspiros, está, em verdade, preparando-se para ser assediada. E se o rapaz então tomar a iniciativa, é estupro!Esse é o ponto que as coisas chegam, agora, com o tal movimento de liberação das mulheres”, escreveu o parlamentar. 

Em seguida, a publicação define as feministas como “esquerdistas” e as responsabiliza de “elogiar políticas de desencarceramento que garantem passe livre a estupradores e aos verdadeiros assediadores”.

“Por isso afirmo: eu luto contra o assédio sexual e contra a violência; não as feministas defensoras de estupradores”, disparou o deputado, reivindicando para si o protagonismo da luta feminina. Sem avaliação histórica ou justificativa, Lopes afirma ainda que o movimento feminista não contribui em absolutamente nada contra a violência” às mulheres. 

Veja postagem na íntegra: 

O movimento FEMINISTA conseguiu a proeza de transformar as coisas mais naturais e saudáveis das relações humanas em…

Gepostet von Deputado Jessé Lopes am Montag, 13. Januar 2020

Na mesma rede social, horas antes, o deputado publicou um meme no qual reclama do calor e associa  a sensação negativa à condição da vereadora assassinada, Marielle Franco. “Se tá calor para a gente, imagina pra Marielle”, diz o texto da imagem postada em tom sarcástico. 

Foto: Reprodução Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui