“Duas das 27 cidades que compõem o consórcio estão inadimplentes e tem atendimentos suspensos”, afirmou diretor da Policlínica de Regional de SAJ

0
228
-
Foto: Divulgação

Após reclamações de moradores da cidade de Laje que denunciaram que a Policlínica Regional de Santo Antônio de Jesus não estaria realizando atendimentos ao lajista, o diretor da instituição de saúde, Rui Tourinho, comunicou em entrevista ao repórter Joselito Fróes, que algumas dentre as 27 cidades que compõem o consórcio da Policlínica, não estão realizando o repasse, “o nosso estatuto rege que se um município estiver mais de três meses inadimplente, nós precisamos suspender os atendimentos até que seja regularizado.

Eu como gestor, se não fizer isto, posso ser penalizado e sofrer minhas sanções. Enviamos um informativo a cidade de Laje e publicamos em nosso Diário Oficial, que por enquanto se encontra com os atendimentos suspensos. Eles já estão dialogando com a Secretaria de Saúde do Estado para que possam fazer esse encontro de contas e o atendimento ser restabelecido”, afirmou.

- Anúncio -

Atualmente, dois municípios estão inadimplentes com o consorcio da Policlínica Regional, “no início da Policlínica alguns municípios se encontravam inadimplentes, mas se regularizaram e continuam com os serviços, mas atualmente, duas cidades não estão realizando os repasses, sendo o município de Laje e outra que não será divulgada no momento. Isso é o que o regimento do estatuto pede, se eu como gestor não cumprir posso sofrer sanções. Todos os prefeitos leram e assinaram o estatuto, é injusto com os municípios que estão colaborando”, concluiu.

Redação: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui