Eduardo Bolsonaro é criticado por usar dinheiro público para realizar evento de direita

-
Foto : Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Representantes da direita criticaram o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) por usar verbas partidárias para financiar a Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC). Eles argumentam que a versão americana da conferência é inteiramente financiada com dinheiro privado, enquanto o 03 utilizou cerca de R$ 800 mil do fundo partidário do PSL para realizar o evento, que aconteceu no último final de semana, em São Paulo. A informação é do Broadcast Político, do Estadão.

Alguns grupos veem “dois pesos, duas medidas” no discurso do deputado federal, muito rígido ao falar dos gastos públicos, mas que abriu uma exceção para organizar o encontro de seus apoiadores. O Movimento Brasil Livre, por exemplo, ironizou os gastos dizendo que “algumas coisas nunca mudam”. Já o Instituto Liberal de São Paulo (ILISP) classificou a atitude como“petismo de direita”. Ao final da conferência, Eduardo anunciou que deverá ocorrer uma nova edição do evento em 2020.

(Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui