Em depoimento, Pamella diz que pediu socorro a vizinha após ameaça de morte de Ivis

Foto: Reprodução / Instagram

Trechos do depoimento prestado por Pamella Holanda na Delegacia Metropolitana de Polícia do Eusébio no dia 12 de julho, dias após a agressão cometida pelo DJ Ivis, foram divulgados pela coluna de Leo Dias, do Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias.

As autoridades, a ex-companheira do músico relatou que Ivis a agrediu pela manhã e tentou matá-la com uma faca. Pamella conta no depoimento que tentou pedir ajuda a uma vizinha para que chamasse a polícia.

“A vítima, identificada como Pamella Holanda, relatou que seu marido havia lhe agredido, pela manhã, e em instantes anteriores havia tentado lhe matar com uma faca. Diante daquela situação, ela havia corrido para buscar ajuda na casa de uma vizinha e solicitou que ligassem para a polícia”.

Segundo Pamella, uma das agressões aconteceu quando ela tinha sido acometida de Covid-19, em 2020. 

“Em relação aos vídeos divulgados pela declarante na tarde de ontem na Rede Social Instagram, entregues em Pen Drive na data de hoje, nesta Delegacia, por meio de advogada, tem a informar que estes vídeos foram copiados por sistema de câmera existente num apartamento do casal que fica no Bairro Passaré, em Fortaleza. Que não recorda exatamente a data, mas lembra que uma das agressões se deu quando a declarante estava acometida de Covid-19, no final do ano passado”.

No depoimento, a arquiteta relata que a babá que trabalhava na casa deles foi demitida logo após um episódio de agressão. Ela acredita que o desligamento da moça tem a ver com a possibilidade dela ter testemunhado o crime.

“Acrescentou que Iverson saiu de casa, logo após as agressões e retornou, no final da tarde do dia 01.07.2021, como se nada tivesse acontecido, chegando o casal a dormir na mesma cama. No dia 02.07.2021, o acusado desceu à cozinha para tomar o café da manhã. Em seguida, também desceu. Assim, enquanto estava na porta de entrada da casa com sua filha, esperando a saída de IVERSON, para que pudesse preparar o leite da criança, começou a ouvi-lo, em conversa com a Sra VANEIDE, governanta, o qual falava sobre a briga do dia anterior. Nesse contexto, aduz que foi até à Sra. VANEIDE e mostrou as lesões, em seu corpo, bem como o hematoma no olho esquerdo, onde desferiu um soco no balcão, advertindo o agressor: “VOCÊ VAI ACABAR SENDO PRESO”. Nesse instante, o delatado abriu a gaveta do móvel da cozinha, pegou uma faca de mesa, mas, foi contido por VANEIDE, a qual segurou sua mão”.