Empresários brasileiros pedem restrição da AliExpress, Wish, Shopee e mais importadoras

Foto: Reprodução/Facebook

Um grupo de empresários do varejo brasileiro levou ao alto escalão da Presidência uma denúncia sobre empresas que vendem produtos chineses como AliExpress, Wish, Shein, Shopee e Mercado Livre. A informação foi publicada pela coluna Broadcast, do Estadão. 

O documento nomeado “Contrabando Digital” denuncia plataformas de fora do país que trazem produtos a pessoas físicas no Brasil, prática conhecida como ‘cross border’ e é assinado por Luciano Hang, dono da varejista Havan, pelo CEO da Multilaser, Alexandre Ostrowiecki e outros nomes de empresas de varejo que trazem materiais chineses. 

O assunto chegou à Procuradoria Geral da República (PGR) por “concorrência desleal”, como afirmam os empresários. O ministro da Economia Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro também assistiram à apresentação. (Metro1)