Estudo afirma que ricos vivem mais uma década do que pobres

-
Foto: Pierre Amerlynck/ Stock Exchange/

Ricos vivem mais uma década do que os pobres. Este é o resultado de um estudo realizado pela University College London (UCL) – publicado no Journal of Gerontology – que afirma que as pessoas ricas tendem a viver muito mais tempo livres de doenças e incapacidades do que aqueles que são mais pobres.

Para chegar a esta conclusão os investigadores analisaram dados de mais de 25 mil pessoas com 50 anos ou mais do Estudo Longitudinal Inglês do Envelhecimento e do Estudo de Saúde e Aposentadoria dos EUA.

Embora não se verificassem grandes diferenças entre o Reino Unido e os EUA no que se refere à esperança de vida, a riqueza teve um impacto substancial no número de anos vividos. 

Os dados mostraram que, aos 50 anos, os homens mais ricos da Inglaterra e dos EUA viveram mais 31 anos com boa saúde, em comparação com os 22 a 23 anos a mais do grupo mais pobre.

Enquanto isso, as mulheres dos grupos mais ricos dos EUA e da Inglaterra viveram mais 33 anos com boa saúde, em comparação com 24 a 25 anos para os mais pobres.

(Notícias ao Minuto)