Feira: Justiça fecha empresa após apuração apontar que infectados seguiam trabalhando

-
Foto : Ed Santos/Acorda Cidade

Uma liminar da Justiça do Trabalho determina o fechamento imediato de uma empresa em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, após ter funcionários infectados e suspeitos de coronavírus. 

A informação foi divulgada ontem pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), que entrou com o pedido de fechamento na Justiça.

O alvo da ação foi a empresa Descart (E. B. Ciso Distribuidora Ltda), que atua no setor de comércio de fraldas higiênicas.

Entre as 25 pessoas que trabalham no local, quatro estão com diagnóstico do novo coronavírus e outros sete são considerados suspeitos e aguardam resultados de exames.

Segundo o MPT, as provas colhidas na investigação preliminar apontam que os trabalhadores foram expostos ao Covid-19 nos últimos dias. Dois proprietários da empresa foram positivados com a doença e estavam trabalhando na distribuidora, mesmo com as recomendações de isolamento social da Organização Mundial de Saúde (OMS).  

A liminar foi concedida pelo desembargador Edilton Meireles,  que determinou R$10 mil por dia em caso de descumprimento da decisão. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui