Governo de São Paulo avalia presença de público no GP do Brasil de Fórmula 1 este ano

Foto: José Cordeiro / SPTuris

Se a campanha de vacinação contra Covid-19 no estado de São Paulo seguir o ritmo previsto pelo governo, existe a possibilidade de que o GP do Brasil, agendado para o dia 7 de novembro, tenha presença de público. Em entrevista a BandNews TV, Vinicius Lummertz, secretário de Turismo de São Paulo, está confiante de que toda a população local já esteja vacinada na data do evento.

“Em novembro, o quadro em São Paulo é de vacinação de praticamente 100% da população. Essa é uma conversa que eu tive com o próprio governador. Nós sentamos, conversamos e ele me mostrou o número que recebeu do Instituto Butantan e a tendência é que nós tenhamos não só um Grande Prêmio, mas um bom Grande Prêmio, com bom público, porque é novembro. A maior parte do Brasil vai estar vacinada”, declarou Lummertz.

Segundo o secretário, ainda não há previsão de quantos pagantes poderiam comparecer às arquibancadas do Autódromo de Interlagos. Uma suposição levantada durante a entrevista é de que o evento tenha uma média mínima de 40%. Entretanto, ele ressalta que o número pode surpreender, a depender da imunização da população.

“É difícil fazer previsão até do passado. A gente tem dificuldade de prever o passado no Brasil. Mas, seguindo um cenário razoável de vacinação, imaginando que nós consigamos seguir o ritmo atual, compensando estes atrasos, colocando mais Pfizer – a gente não sabe se bem a vacina russa também. (…) Acho que isso é razoável [40% do público]. E, talvez, possamos sonhar até com mais. Mas o que acontece no setor dos eventos? Os produtores precisam pensar de forma conservadora, se não eles têm prejuízo”, explicou.

Das quatro corridas realizadas na temporada até agora, Bahrein e Espanha tiveram presença de espectadores de forma reduzida. Outras provas ao longo de 2021 também devem ter presença de público. Os ingressos para a prova sediada em São Paulo deste ano ainda não começaram a ser vendidos.

No ano passado o GP que seria realizado no Brasil foi suspenso devido à situação de pandemia no país. (BN)