Israel volta a atacar posições do Hamas na Faixa de Gaza, diz exército; sirenes soam no sul israelense

Foto: Divulgação

As Forças de Defesa de Israel iniciaram novos ataques na Faixa de Gaza nesta quinta-feira (17). Segundo o exército israelense, os alvos são posições do grupo extremista Hamas, que controla a região. Não há informação sobre vítimas.

Prevendo retaliação, as autoridades israelenses fizeram soar sirenes no sul do país, em regiões mais próximas da Faixa de Gaza.

“Os caças atacaram recentemente um local de lançamento de foguetes e complexos militares da organização terrorista Hamas na Faixa de Gaza e Khan Yunis [cidade ao sul de Gaza]”, disseram as Forças de Defesa de Israel em comunicado.

O Exército de Israel tem dito que as ações são uma retaliação ao lançamento de balões incendiários por militantes do Hamas na Faixa de Gaza em direção ao território israelense.

Essa tensão se exacerbou com as recentes protestos de judeus ortodoxos nacionalistas em Jerusalém, que irritaram palestinos, que acusam manifestantes de gritarem frases racistas.

Novo governo em Israel

É a segunda ação militar em Gaza nesta semana, que marca a estreia do novo governo em Israel. O primeiro-ministro Naftali Bennett, um nacionalista de direita, evitou se pronunciar nas redes sociais sobre as recentes ofensivas. Foram os primeiros ataques desde o cessar-fogo firmado em maio após dias de confrontos, que terminaram em mais de 250 mortes.

A tendência é que crises do tipo entre o exército de Israel e o Hamas formem um ponto de tensão na ampla aliança costurada no último mês para retirar Benjamin Netanyahu do poder. Isso porque a coalizão, além de militaristas, abriga também políticos mais à esquerda e parlamentares árabes críticos às ofensivas israelenses. (G1)