Jaguaquara: Prefeitura volta atrás e revoga decreto que reabriu igrejas para cultos

-
Foto: Reprodução / Blog Marcos Frahm

Martinelli, que mantém a suspensão das atividades em bares, restaurantes, escolas públicas e privadas, permitindo o funcionamento do comércio apenas em dias alternados e com horário reduzido, enfrentou duras críticas após se reunir com pastores em sua residência e anunciar a reabertura de igrejas durante a quarentena no município, que já registrou seis casos do novo coronavírus.

A repercussão foi tão negativa que nem todos os líderes religiosos que integram a Ordem dos Pastores de Jaguaquara aderiram à ideia de flexibilização, mesmo com o decreto impondo medidas de restrição nos templos. A Igreja Batista emitiu nota informando que segue com cultos online, respeitando as orientações do Ministério da Saúde sobre a Covid-19.

Representantes do Poder Judiciário e do Ministério Público de Jaguaquara também chegaram a se posicionar diante da repercussão, informando que a flexibilização do funcionamento das igrejas não teve anuência da Justiça e nem do MP, sendo decisão exclusiva da prefeitura. (Bahia Notícias)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui