James Webb capta poeira cósmica capaz de explicar origem dos buracos negros

A Nasa divulgou novas imagens feitas pelo telescópio Espacial James Webb — sucessor mais potente do famoso Hubble, que foi lançado em 1990. As fotos mostram como as câmeras do Webb podem observar através da poeira cósmica, abrindo caminho para que os astrônomos entendam como as estrelas se formam e mostrando mais detalhes sobre buracos negros.
De acordo com a agência espacial norte-americana, os novos dados contêm detalhes “nunca vistos antes”.

O James Webb é o principal observatório de ciência espacial do mundo e é comandado pela Nasa (agência especial americana) em parceria com ESA (Agência Espacial Europeia) e a CSA (Agência Espacial Canadense).

Uma das capturas foram feitas em uma região de uma estrela chamada NGC 3324, na Nebulosa Carina. A área é conhecida como “Penhascos Cósmicos” e parece montanhas.

“A área cavernosa foi esculpida na nebulosa pela intensa radiação ultravioleta e ventos estelares de estrelas jovens extremamente massivas, quentes e localizadas no centro da bolha, acima da área mostrada nesta imagem”, escreveram. (Metro1)

Veja mais notícias no vozdabahia.com.br e siga o site no Google Notícias