Mercado municipal de Amargosa recebe novos investimentos do Governo do Estado

Foto: Secom/Gov.ba

Após a conclusão da primeira etapa da reforma, o mercado municipal de Amargosa, no Território do Vale do Jiquiriçá, receberá novos investimentos do Governo do Estado, para a segunda etapa de requalificação, beneficiando toda a população amargosense. O convênio foi firmado entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), e a prefeitura. A publicação do documento está no Diário Oficial desta terça-feira (22).

A ação é realizada com recursos do projeto Bahia Produtiva e faz parte da Campanha Viva Feira & Feira Segura, desenvolvida pela SDR/CAR, para adequar espaços e condições para a comercialização de alimentos de famílias agricultoras. Os recursos aplicados na obra de requalificação do mercado totalizam R$ 1,3 milhão.

O novo convênio é direcionado para a infraestrutura elétrica. Mas, no local já houve a reforma da estrutura, o que possibilitou a comercialização de produtos e a higienização da área, oferecendo condições sanitárias adequadas aos consumidores. Também foram entregues 100 barracas padronizadas e 100 kits de proteção individual e coletiva, com máscaras, álcool gel, avental e gorro, que foram distribuídos entre os feirantes, no sentido de combater a disseminação da Covid e outras doenças infectocontagiosas.

Os feirantes também vão contar com de cursos de capacitação, realizados em parceria com a Federação de Agricultura e Pecuária da Bahia (FAEB), por meio Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), responsável pelo treinamento e em oferecer os instrumentos e conhecimentos técnicos necessários à manutenção do funcionamento das feiras livres dos municípios baianos.

Jessica Oliveira Santos Pereira foi uma das feirantes beneficiadas: “A cobertura foi importante demais. Quando chovia, era aquele lameiro, molhava a mercadoria, a gente tinha que atender os clientes debaixo de chuva. Hoje, temos mais conforto pra vender nossos produtos e clientes satisfeitos”. (Ascom)