Milhares de fiéis celebram em Salvador dia de Nossa Senhora da Conceição da Praia, padroeira da Bahia

0
151
-
Festa de Nossa Senhora da Conceição da Praia 2019 — Foto: Max Haack/Ag. Haack

A fé levou uma multidão para as celebrações em homenagem a Nossa Senhora da Conceição da Praia neste domingo (8), em Salvador. No bairro do Comércio, onde fica a basílica dedicada à santa, que é padroeira da Bahia, vários fiéis acompanharam missas e, em seguida, saíram em procissão. Em cada esquina, emoção, pedidos, mas também agradecimentos pelas graças alcançadas.

Os festejos para a santa começaram no dia 29 de novembro, quando foi dado início ao novenário. Apesar disso, o ponto central das celebrações ocorreu neste domingo. Com o tema “470 anos de fé e devoção à Imaculada Conceição”, a programação da festa começou bem cedo, às 5h, com alvorada de fogos e uma missa, que foi seguida de outras três, às 6h, 7h e 8h.

Na sequência, por volta das 9h, o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, deu início à missa solene, já do lado de fora da basílica, em um palco armado na lateral da igreja. Em quase 1h40, o Arcebispo falou sobre a importância da santa e do amor que ela tem por todas as pessoas.

“Hoje queremos olhar para Maria sem pecado. Mas como queremos vê-la? Em primeiro lugar, como filhos e filhas dela. É um privilégio que a gente não entende ainda, chama-lá de mãe. É um olhar de confiança. Às vezes esquecemos dela. Mas, colo mãe não esquece da gente”, disse Dom Murilo.

Por volta das 10h40, foi dado início à procissão com as imagens de Nossa Senhora da Conceição, que neste ano ganhou um novo manto, produzido pelo designer Fábio Ítalo, do Rio de Janeiro, em tons mais claros, com brilho, detalhes em dourado, bordados na parte interior da túnica e pedrarias.

Umas das fiéis presentes em todos os momentos foi dona Valdete Maria Pereira. Ela conta que participa sempre e que este ano foi acompanhar a celebração para agradecer.

‪“Eu acompanho há 56 anos, desde que minha filha nasceu. Nossa Senhora é mãe de Jesus, ela é milagrosa. Ela é tudo na minha vida. Ela me ajudou muito. Alcancei graças por ela. Quando meu filho tinha três anos, ele caiu em uma cisterna, ficou ferido. Eu só entreguei a Nossa Senhora e ela me atendeu. Ele não teve nada grave. Tudo isso por muita fé nela”, disse.‬

Dona Maria falou ainda da importância da santa há oito anos, quando precisou amputar as pernas. ‬

‪“Sem falar que ela me ajudou em um problema de saúde. Há oito anos tive que usar cadeira de rodas por causa de um problema de circulação. Tantas pessoas nessa situação ficam tristes e depressivas. Eu confiei nela. Ela me ajudou a superar e continuar nesse momento que foi difícil. Eu to aqui para agradecer por tudo. Tudo que ela me deu, inclusive minha filha, que nasceu no dia dela e hoje faz 56 anos”, contou ‬

A aniversariante, filha de Dona Valdete, também estava presente. Segundo ela, Nossa Senhora ajudou sempre, mas principalmente neste ano, quando teve um problema de saúde. ‬

‪”Quando passei a me entender por gente, comecei com a força da tradição passada por minha mãe. Então, comecei a acreditar em Nossa Senhora. Vim comemorar o aniversário ao lado dela. Só agradecer e pedir paz. Principalmente depois que ela me ajudou a superar uma doença neste ano.Tive problemas de saúde, deu certo, e estou agradecendo”, disse Conceição Pereira.

O dia 8 de dezembro foi oficializado como o dia de Nossa Senhora por ser a data em que foi proclamado o dogma da Conceição de Maria pelo Papa Pio IX, no ano de 1854, que confirmava que a concepção da mãe de Jesus havia sido sem pecado.

A pedido dos participantes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil Regional Nordeste III, o papa Paulo VI decretou Nossa Senhora da Conceição da Praia como padroeira da Bahia.

Tombada pelo Instituto de Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) desde 1938, a Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia era uma pequena capela em 1549, ano em que foi construída por ordem do governador do Brasil Thomé de Souza.

No século 20, em 1946, a igreja recebeu o título de Basílica Menor. No ano de 2010, o cardeal Dom Geraldo Majella Agnelo proclamou a igreja ao status de Santuário Mariano Arquidiocesano, considerado “Coração Mariano da Arquidiocese”.

Informações: G1 Bahia – Por Phael Fernandes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui