MP pede que Município de Guanambi tome providências sobre funcionários com Covid em supermercado da cidade

Foto: Divulgação

O Ministério Público estadual, por meio da promotora de Justiça Tatyane Miranda Cayres, através da sua Secretaria de Saúde, confirmasse notícias de fato chegadas ao MP de que 10 funcionários de uma rede de supermercados da cidade teriam tido confirmação de casos de Covid-19 apenas no mês de março.

As notícias dão conta ainda de que um desses funcionários teria falecido por complicações da doença na última semana. A promotora de Justiça pede que, caso as notícias se confirmem, o Município suspenda as atividades da unidade atacadista para que sejam realizados exames médicos, testes laboratoriais e coleta de amostras em todos os funcionários do supermercado. O ofício do dia 19 de março dá um prazo de cinco dias para que o pedido seja atendido. 

A promotora de Justiça levou em consideração que o estabelecimento comercial atende o comércio varejista e atacadista de Guanambi conta com cerca de 300 funcionários registrados e atende a população de Guanambi, “um universo de mais de 400 mil habitantes”. A promotora decretou sigilo sobre os documentos que contém o nome dos funcionários supostamente contaminados. (Mp-Ba)