Não me comporto como bispo evangélico na prefeitura, diz Marcelo Crivella

0
76
-
Foto : Fernando Frazão/Agência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), disse ao jornal Folha de S. Paulo que sofre preconceito da imprensa por ser um bispo evangélico. “Se você for a um culto meu na igreja, com certeza vai ouvir eu pregar o Evangelho. Mas aqui, na prefeitura, não”, afirmou Crivella, sobrinho do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo.

De acordo com o prefeito, o caso da Bienal do Livro, que chegou aos noticiários internacionais, não foi um caso de censura. Ele mandou fiscais à Bienal para recolher “Vingadores – A Cruzada das Crianças”, que mostra dois homens se beijando, operação que foi vetada pelo Supremo Tribunal Federal.

- Anúncio -

Crivella declarou que tomou a decisão não por causa do beijo, mas por diálogos que ofenderiam o Estatuto da Criança e do Adolescente. Segundo ele, um dos mocinhos fala “rebolar o bumbum”, quando o diálogo traz a expressão “levantar o traseiro daí”, o que significa “vamos logo”. “Se o Cebolinha ou a Mônica tivessem dito um ao outro (algo parecido, o gibi) teria que ser embalado”, afirmou.

(Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui