No Paraguai, Ronaldinho e irmão podem ser soltos dia 24 de agosto

-
Divulgação

O jogador  Ronaldinho Gaúcho e o irmão e empresário, Roberto de Assis, serão julgados em 24 de agosto no Paraguai. Acusados de uso de documentos falsos, eles poderão ganhar a liberdade e retornar ao Brasil.

O Ministério Público paraguaio retirou a denuncia e recomendou a soltura dos dois. Em contrapartida, propôs pagamento de multa de US$ 90 mil, para R10, e de US$ 110 mil, para Assis.

Ronaldinho e o irmão estão presos desde 6 de março no Paraguai. Após um período detidos em presídio, a dupla pagou fiança e foi para uma prisão domiciliar, em um hotel, no mês de abril. (BNews)