Número de sepultamentos em cemitérios públicos de Salvador aumenta 551% entre abril e maio

-
241 sepultamentos foram realizados em cemitérios de Salvador no mês de maio — Foto: Secretaria de Comunicação de Salvador / Divulgação

O número de sepultamentos realizados em cemitérios administrados pela prefeitura de Salvador aumentou 551% entre abril e maio deste ano. De acordo com a gestão da capital baiana, em abril, 37 pessoas foram enterradas após morte por Covid-19. Até o dia 29 de maio, o número saltou para 241. A prefeitura afirma que o crescimento se deu em função da pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), que administra os cemitérios sob a responsabilidade da prefeitura, foram entregues, entre março e abril, 460 gavetas no cemitério do bairro de Brotas. Em maio, foram disponibilizadas mais 120 no cemitério de Paripe e, no início de junho, serão ofertadas mais 480 no de Plataforma. Ao todo, serão 1.060 novas vagas entregues no primeiro semestre deste ano, informou o órgão municipal.

Além disso, também foi convocada, no dia 11 deste mês, a empresa vencedora da licitação pública para a construção de mais 1.820 novas vagas. De acordo com a Semop, as gavetas estão sendo construídas com previsão de entrega para daqui a dois meses. Serão 1.160 novas vagas em Brotas e 660 em Plataforma.

A Semop afirma também que está em processo de credenciamento, através de convênio com outros cemitérios particulares da cidade. O objetivo é fazer a aquisição de mais 1.700 novas vagas, sendo 500 gavetas, 500 covas rasas e 700 cremações. Além disso, a secretaria tem um convênio firmado com o cemitério Jardim da Saudade, que disponibiliza à população 720 cremações gratuitas por ano.

Para agendamento de sepultamento em todos os cemitérios municipais, a população deve utilizar os telefones: (71) 3322-1037/3202-5429. No caso de mortes por Covid-19, o corpo sai da funerária direto para o sepultamento, sem realização de velório nem cerimônia. Nesses casos, o caixão fica fechado durante todo o tempo.

Em casos de mortes que não sejam por Covid-19, os familiares são orientados a reduzir o tempo da cerimônia de sepultamento para até dez minutos e com, no máximo, dez pessoas presentes. Eles também devem manter a distância mínima de dois metros entre os presentes.

Os sepultamentos podem ser realizados até as 17h. (G1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui