Óleo volta a aparecer em praia do município de Prado

0
781
-
Óleo volta a aparecer em praia do município de Prado, no extremo sul da Bahia — Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

Novas manchas de óleo apareceram, nesta sexta-feira (15), em uma praia do distrito de Cumuruxatiba, que fica em Prado, no extremo sul da Bahia. As substâncias foram registradas na praia de Ponta de Corumbau, segundo informações da Divisão do Meio Ambiente do município.

Desde quarta (13), foram recolhidos pelo menos 3toneladas de óleo da Praia do Rio do Peixe. Na quinta (14), novas manchas apareceram na praia de Cumuruxatiba, e, com isso, o número subiu para 5 toneladas retiradas da substância.

“Quando a gente avistou já foi em uma volta para casa. No caminho a gente viu pequenas pelotas de óleo, a gente fez a coleta com a luva, botamos no vidro e naquele momento só estava os pescadores local e a gente ficou muito triste. Apesar de ser apenas um fragmento, a gente sabia que poderia virar algo maior”, disse o professor de capoeira, Leônidas Santana, que encontrou um dos fragmentos e ajudou na limpeza da praia.

Na praia de Corumbau, cerca de 3 tonéis de óleo foram retirados ainda nesta sexta e serão levados para um galpão da prefeitura.

Também nesta sexta, novos fragmentos de óleo chegaram a uma praia do distrito de Boipeba, que pertence ao município de Cairu, no baixo-sul do estado. De acordo com informações da prefeitura da cidade, o local atingido foi a Praia da Cueira.

Na quarta-feira (13), novas manchas de óleo já haviam chegado na Praia da Enseada, no distrito de Garapuá, que também fica na cidade de Cairu. A praia, que é um dos destinos turísticos da região, foi limpa por equipes da prefeitura e de voluntários. Nesta quinta-feira, a prefeitura divulgou que cerca de uma tonelada foi retirada.

No dia anterior, terça-feira (12), novos fragmentos de óleo também voltaram a aparecer em Belmonte, no sul da Bahia. Foram recolhidos cerca de 18 kg da substância na praia do Mar Moreno.

Em Maraú, também no baixo sul da Bahia, já foram recolhidas mais de 50 toneladas de óleo do galpão onde estava sendo armazenado. Foram usados cerca de quatro caminhões no processo de coleta.

A substância começou a aparecer na Bahia no começo de outubro. Ao menos 31 cidades baianas e o Parque Nacional de Abrolhos já foram atingidos. O Governo do Estado decretou situação de emergência. (G1 Bahia)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui