Padres e diácono são internados com Covid-19; Igreja tem oito casos ativos em Salvador

Foto: Cardeal Dom Sérgio da Rocha (Jane Araújo/Agência Senado)

A Arquidiocese de São Salvador divulgou, nesta quarta-feira (2), às vésperas do feriado de Corpus Christi, um boletim sobre os estados de saúde de oito membros diagnosticados com a Covid-19. Três deles estão em estado grave, internados, enquanto outros cinco estão com sintomas leves a moderados.

Uma das pessoas infectadas é o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sérgio da Rocha. Ele foi diagnosticado com a doença no dia 28 de maio, com um quadro gripal, sendo acompanhado por um médico em sua casa. De acordo com as últimas informações, ele continua o tratamento na residência episcopal e está bem. “Dom Sérgio está bem, sem febre e continua melhorando a cada dia”, diz a nota.

Por conta do seu estado de saúde, a solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo — Corpus Christi — em Salvador não terá a presença do arcebispo. A homenagem na catedral será presidida pelo bispo auxiliar Dom Marco Eugênio Galrão Leite de Almeida na Catedral Basílica de Salvador, no Terreiro de Jesus. Ela será realizada às 8h30, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da Arquidiocese.

Além de Dom Sérgio, outros sete membros estão se recuperando do coronavírus. Internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o diácono Raimundo José de Lima Valverde, se encontra com o quadro mais grave. Ele está no Hospital da Bahia e, de acordo com o boletim, apresentou melhoras nesta quarta. O comunicado informa que ele se comunicou com a família através de videochamada e ficou recostado durante o dia.

O padre Renato Minho também está internado, sem previsão de alta hospitalar. Segundo a nota, ele está se recuperando bem, mas ainda faz uso de 2l/min de oxigênio. Ele começou o desmame do corticoide, com as funções renais normais. O seu colega, padre Wagner Silva, também enfrenta a Covid com sintomas mais intensos. O úlitmo boletim não revelou o seu estado de saúde, mas, até o dia 30 de maio, ele continuava internado na UTI do Hospital São Rafael. Na data, ele estava lúcido e se recuperando bem da doença.

Apesar de não ter precisado de cuidados hospitalares, o padre Valter Ruy Cordeiro Gonzaga, fez uma tomografia que constatou o comprometimento de 25% dos pulmões e está com febre. Ele está no oitavo dia da doença, sendo tratado e medicado em casa. O boletim considera o “quadro clínico estável”.

Outros membros do clero também se recuperam da Covid em casa. O bispo auxiliar Dom Valter Magno de Carvalho, na residência episcopal, assim como o Arcebispo Primaz do Brasil. O boletim diz que ele está sem febre, com a saturação em 98%. A informação divulgada é de que ele está bem, assim como o reitor da Basílica Santuário Senhor Bom Jesus do Bonfim, padre Edson Menezes da Silva, que está em casa, com tosse. O último diagnóstico, desta quarta, adicionou o pároco da Paróquia Santa Teresinha Doutora da Igreja, padre Thiago Kern na lista dos membros contaminados. O comunicado informa que ele não apresenta sintomas. (Metro1)